quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Cantor Leonardo diz que filho Pedro voltou a ensaiar: 'toca violão e canta'

Segundo o pai, tocar o instrumento ajuda é uma forma de fisioterapia.
'A voz dele está perfeita, já voltou ao normal', garante ídolo sertanejo.

Cantor Leonardo e a esposa foram ver espetáculo circense, em Goiânia (Foto: Gabriela Lima/G1)

Quase seis meses após um grave acidente automobilístico, o cantor Pedro Leonardo voltou a ensaiar. A informação é do pai do artista, o sertanejo Leonardo. Ele falou ao G1 na noite de terça-feira (16), quando prestigiou o espetáculo AbraKdabra, no Circo Tihany, em Goiânia, e afirmou: "Pedro está ensaiando, tocando violão, cantando e dirigindo. Está cada vez melhor".

Acompanhado da mulher, Poliana Rocha, do filho José Felipe, de 14 anos, e amigos, o ídolo sertanejo falou sobre a recuperação de Pedro. Segundo Leonardo, uma das principais atividades de fisioterapia do filho é, justamente, tocar violão. "Ele tinha uma dificuldade na mão direita e o violão está fazendo com que ele desenvolva muito a mão direita", explicou.
Pedro, que faz dupla com o primo Thiago, também tem gostado de cantar com os primos e com o irmão José Felipe. "A voz dele está perfeita, já voltou ao normal", garante Leonardo.
O sertanejo contou que o filho "ainda não está 100%", mas tem feito tratamento regularmente no Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer), em Goiânia. O jovem, segundo o pai, voltou a dirigir carros, mas apenas dentro das dependências do Crer.
José Felipe, filho do cantor Leonardo (Foto: Gabriela Lima/G1)José Felipe, filho de Leonardo, canta em casa com
o irmão Pedro (Foto: Gabriela Lima/G1)
Sobre a rotina do filho, o sertanejo contou que almoça com Pedro duas vezes por semana. Mas o jovem sai pouco em público, por recomendações médicas: "ele não está totalmente liberado". O artista goiano preferiu não dar uma data para um retorno do filho aos palcos. "Será o mais breve possível", afirmou.

domingo, 14 de outubro de 2012

Após acidente de Pedro, Leonardo repensa a vida e comemora a recuperação do filho: "Ele está muito bom!"

Prestes a completar 50 anos, cantor sertanejo conversou com a QUEM sobre os planos de se aposentar: "Fiquei transtornado como tudo o que aconteceu. Agora eu vou viver minha vida"


Leonardo, em Goiânia (Foto: AG News)

Depois de se apresentar na gravação do segundo DVD da dupla Israel & Rodolffo, em Goiânia, no último dia 10, o cantor sertanejo Leonardo conversou com a QUEM sobre os projetos futuros para a carreira, a proximidade dos 50 anos e a recuperação do filho mais velho, Pedro Leonardo, que sofreu um sério acidente de carro em abril deste ano, ao retornar de um show no Estado de Goiás. Segundo o cantor, o filho está tocando bastante violão e ansioso para retornar aos palcos. "Ontem ele me disse, 'Ai pai, preciso recuperar, estou louco para cantar'. Eu disse, 'Menino, fica quieto! Você não tem nem 4 meses de vida. Você nasceu faz 4 meses! Toma vergonha na sua cara!'. E ele concordou comigo. 'Fica quieto, sua hora vai chegar, moleque!'. Está cedo, ele tem muito tempo pra tocar tudo isso", contou Leonardo.
Feliz com a recuperação do filho, o músico contou que Pedro está até dirigindo e usando a música como grande aliada no tratamento. "Quando vi ele dirigindo me arrepiei dos pés à cabeça!", disse. "Desde o dia que ele chegou aqui em Goiânia, que ele foi para a fisioterapia, a gente já começou a tocar e cantar juntos. A dificuldade dele é na mão direita. E é a mão que ele dedilha. Ele está fazendo o que gosta. E estão pegando pesado com ele na fisioterapia. O Pedro está muito bom. Eu que viajo e chego a vê-lo de 10 em 10 dias vejo a melhora. Nos falamos por telefone todos os dias, mas quando eu chego, a melhora dele é muita nítida. Hoje ele já foi pra fazenda, que é a 350 quilometros de Goiânia, com o primeiro dele, Leandro, dirigindo para ele. E está lá, curtindo a fazenda. Inclusive, brincou comigo; 'Pai, se o senhor quiser ir lá, pode ir! Tá liberado para o senhor!". Ele está cheio de piadinhas. O trem foi meio esquisito, vai demorar um pouquinho para recuperar totalmente, mas a gente vê a melhora bem nítida. É legal."
Leonardo em apresentação em Goiânia (Foto: AG News)
Vida nova e aposentadoria

Questionado sobre o impacto do acidente em sua vida, Leonardo se emocionou, e disse que passou a repensar em muita coisa. "[A vida] Muda né, a gente vai enxergando as coisas... Achamos que acontece só com os filhos dos outros. Estou mais perto deles hoje, na medida do possível, porque a gente viaja muito ainda. Mas estamos juntos direto. Sempre que possível eu levo o Pedro pra jantar fora, ele adora ir em restaurante japonês, e eu tenho que levar ele. Estou curtindo bastante essa preparação dele."

Ao comentar sobre os planos de aposentadoria, Leonardo disse que o acidente do filho está completamente relacionado com o projeto. "Acho que todo mundo tem uma baixa na profissão, mesmo com sucesso, a gente dá uma baqueada. Depois que a ficha caiu, fiquei meio assim, transtornado como tudo o que aconteceu. A gente não vale nada nessa vida. Eu vou viver minha vida, vou fazer 50 anos de idade, e tenho muito o que curtir ainda com meus familiares, amigos, e a música exige muito da gente. Principalmente se você é um artista que toca nas rádios, faz shows, faz sucesso... O povo quer ver, ouvir... É uma coisa gostosa, sempre quis isso, fazer sucesso, agradeço a Deus a todo momento pela minha carreira, pela minha vida, minha e do meu irmão Leandro, mas tem hora que você para e pensa se vale a pena sair de casa para viajar, e pegar avião nessa época, que chove demais por aqui", disse. "Vou parar aos poucos, de uma vez só não aguento, vou sentir uma falta desgraçada dos shows. Faço uma média de 120 shows por ano, minha meta é reduzir para 60, ficar mais tranquilo, de boa."

Mais um filho na estrada

Em conversa com a QUEM, Leonardo ainda contou que o filho mais novo, José Felipe, de 14 anos, pretende se lançar na carreira musical. "Perguntei para ele, que tem 14 anos e gosta demais de cantar, quando ele vai querer cantar, e ele disse; 'Papai, quando eu tiver 17 anos'. Então falta muito tempo. Ele é doido por música e me cobra pra ensaiar o tempo inteiro."
Poliana, com quem Leonardo é casado há 15 anos, e José Felipe (Foto: Ag News)

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Longa adaptado da obra "Meu Pé de Laranja Lima" comove público no Festival do Rio

  • O diretor Marcos Bernstein (à esq) e os atores José de Abreu e Caco Ciocler posam para fotos antes da exibição do filme Meu Pé de Laranja Lima (29/9/12)
    O diretor Marcos Bernstein (à esq) e os atores José de Abreu e Caco Ciocler posam para fotos antes da exibição do filme "Meu Pé de Laranja Lima" (29/9/12)
O longa adaptado da obra “Meu Pé de Laranja Lima” escrito por José Mauro de Vasconcellos, ganha mais uma versão para o cinema de Marcos Bernstein e emocionou o público, na segunda noite (29), na mostra competitiva da Première Brasil do Festival de Cinema do Rio, no Cine Odeon.
No elenco, José de Abreu vive o Manuel Valandarez, conhecido como “Portuga”, e contracena com o ator mirim João Guilherme Ávila, de 10 anos, que interpreta Zezé, de família pobre no interior de Minas Gerais. Zezé é um espoleta e criativo menino que encontra um refúgio no seu pé de laranja lima para inventar suas histórias.
A sessão de 97 minutos terminou mais de meia noite e comoveu a plateia que assistia a pré-estreia. “Chorei quando vi o filme, na filmagem e quando lia o roteiro”, admitiu José de Abreu na saída da sessão.
Esta noite foi a primeira vez que muitos atores e membros da equipe de filmagem viram o longa editado pela primeira vez. “Eu entrei no barato do filme. Esqueci que estava no filme e virei espectador”, disse o ator que vive o Nilo na novela "Avenida Brasil" da Rede Globo.
Neste caso, o portuga virou um grande amigo de Zezé que, por ser arteiro, superava os maus tratos e aos espancamentos do pai em casa.
Ator-mirim é revelação
  • Em "Meu Pé de Laranja Lima", Zezé vive com sua família pobre no interior e seu esporte favorito é transformar sua casa e a vizinhança em cenário para suas traquinagens. Seu refúgio preferido é um pé de laranja-lima, com quem desabafa as coisas ruins e comemora uma boa novidade
A experiência de contracenar com o ator-mirim que protagoniza o filme foi positiva, para José de Abreu: “João é muito bom, a gente ficou super amigo. Ensaiamos bastante. Foi um trabalho difícil para ele e para mim também, sofri demais. É muito difícil conviver com esse nível de violência”, contou o ator.
O menino revelação do filme é o paulista João Guilherme de Ávila Costa, 10 anos, que diz sempre ter gostado de filmes de aventura. “Eu adoro ver filmes e aceitei na hora o convite. Minha família inteira me acompanhou nas filmagens. Vai ser a primeira vez que eu vou me ver na tela de cinema, estou muito ansioso, desde hoje de manhã”, brincou João aos jornalistas. “Nunca tinha vivido isso antes e não imaginava que faria algo parecido. Esse é o meu primeiro filme e é a primeira vez que eu trabalhei com um ator famoso”, contou João ao tentar acostumar-se com os flashes no tapete vermelho na entrada do Cine Odeon.

Leonardo!!!

    Dia de visita especial no Ocean Towers: nosso cliente   @leonardo   foi conferir de perto esse empreendimento incrível! Instagram...